Auto de Natal propaga o respeito como principal ação da humanidade para alcançar a paz

Com cerca de 80 artistas amadores em cena, espetáculo dirigido por Eliana Duarte, reuniu estudantes de escolas públicas e particulares, trabalhadores, donas de casa e servidores púbicos

A Praça da Vitória, um dos principais espaços públicos de Presidente Figueiredo voltou a ser palco do tradicional auto de natal, espetáculo cênico que reúne dezenas de figueiredenses, atores profissionais e amadores, que durante meses se preparam para contar a história do nascimento de Jesus Cristo, fortalecendo princípios de amor e respeito ao próximo e às suas diferenças.

O espetáculo A Paz, dirigido pela multiartista figueiredense, Eliana Duarte, reuniu em cena, estudantes das escolas públicas e particulares, trabalhadores, donas de casa e servidores públicos. Cerca de 80 atores profissionais e amadores, com idades entre quatro e 60 anos. Todos moradores de Presidente Figueiredo.

Moradores e turistas, assistiram ao Auto de Natal. Foram duas horas de espetáculo, precedido de apresentações especiais como a Camerata de Vilões Cordas e Corredeiras, da escola municipal Deisy Lammel Hendges e do Centro Municipal de Apoio a Juventude (CMAJ) e também do grupo de inclusão, apoio e assistência à Pessoa com Deficiência (PCD) e o Coral Cênico Municipal Vozes das Cachoeiras.

Na primeira fila da plateia,  estava a prefeita Patrícia Lopes, ao lado do esposo e da mãe; a prefeita ficou emocionada, do princípio ao fim do espetáculo, assim como a secretária municipal de Assistência Social e Cidadania, Irene Maria Dos Santos Araújo, que coordenou o projeto com apoio das secretarias municipais de Cultura e Eventos (Semculte), da Saúde (Sems) e da Educação (Semed). Os dois filhos da prefeita, Felipe e Letícia participaram do espetáculo.

Auto de Natal

Conduzido pelos personagens Yussef (Alexandre Marques, chefe de almoxarifado da agroindústria Jayoro) e Ariela (interpretado pela atriz-mirim figueiredense Valentina Marques), o espetáculo traz um pai judeu, que ensina a filha como surgiu o cristianismo e as religiões, na região do Oriente Médio – Israel e Palestina – onde atualmente é travada uma guerra sem precedentes, que mata milhares de pessoas inocentes.

Pai e filha em cena e, também na vida real, a dupla Alexandre e Valentina, se utiliza de um diálogo construído com narrativas bíblicas, para evidenciar sentimentos profundos como a fé e a esperança, relembrando a verdadeira essência do Natal.

“O espetáculo trouxe diálogos que evidenciam a cultura do amor, do respeito e da igualdade.  Observando esses três valores, chegaremos ao nosso grande objetivo, que é a paz.”, afirma Eliana Duarte.

A emoção tomou conta do público presente, durante todas as apresentações. Muitos estavam em família para prestigiar o espetáculo e disseram se reconhecer em muitos dos diálogos e momentos reproduzidos durante a encenação.

“Sinto como se estivesse recebendo um chamado do criador, dizendo que está na hora de dar uma basta a essa destruição que vivemos. Não dá mais para gente continuar se destruindo, senão será o fim da humanidade”, afirmou Maria de Fatima Nunes, que registrou a exibição da neta em milhões de fotos e pequenos vídeos.

A diretora agradeceu a prefeita Patrícia Lopes pelo incentivo e pela maneira com que a gestão dela apoia a cultura do município e à secretaria Irene Maria que, juntamente com sua equipe preparou toda a logística do espetáculo. Também fez questão de agradecer o apoio recebido da Semed, que disponibilizou o transporte do elenco durante os quase dois meses de ensaios e preparação e aos familiares que além de autorizarem a participação de suas crianças, adolescentes e jovens, estiveram lado a lado com a direção, apoiando o trabalho realizado.

Atuaram na produção do Auto de Natal, além da diretora geral, Eliana Duarte; Ray Monteiro, na direção coreográfica; Rodrigo Marques, direção cenográfica; Gisele Mota, direção de figurino; Cledison Mendonça, direção de contra regras; Rayane Valente e Pâmela Negreiro, ensaístas.

Fotos: Paula Oliveira e Tamyres Cunha (Dircom-PF)