FAF reúne com secretários e fornecedores em Presidente Figueiredo, sede da chave um da Copa da Floresta

Terra das Cachoeiras será anfitriã das seleções de Rio Preto da Eva, Itacoatiara, Urucará, Iranduba e Silves. Competição começa dia 16 de agosto

Uma noite de degustação, ajustes dos últimos detalhes e também, muita emoção, pois faltam apenas 14 dias para a estreia da primeira Copa da Floresta. A maior competição da Federação Amazonense de Futebol (FAF), que tem o total apoio da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e governo do Estado do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado do Desporto e Lazer (Sedel). A Copa da Floresta começa dia 16 de agosto e será realizado em seis sedes: Presidente Figueiredo, Alvarães, São Paulo de Olivença, Humaitá, Maués e Manaquiri.

No evento, que ocorreu na noite desta terça-feira (1º/08), no restaurante Atroari, um dos fornecedores que atenderá as seleções que vão disputar na sede 1-Presidente Figueiredo, estiveram presentes, além do presidente da FAF, Ednailson Rozenha e sua diretoria executiva, o presidente da Liga do município, Robson Eloi, autoridades do executivo municipal e empresários da rede hoteleira, todos envolvidos na execução da Copa da Floresta.

Em tom de gratidão pela força tarefa, Rozenha, destacou a importância da união em Presidente Figueiredo e ressaltou a coragem e empenho do presidente, Robson Eloi e da prefeita, Patrícia Lopes.

“Eu nasci destinado a lutar por causas nobres, e é um amor profundo que me guia. Tocar a bola para aqueles que dizem ‘deixa que eu faço’ é o que move meu coração. Elói e a prefeita Patrícia, entraram em campo comigo e marcaram o gol por esses meninos. Além de ver a bola rolar, estamos aqui para testemunhar jovens realizando seus sonhos, superando adversidades, deixando para trás estatísticas sombrias. O futebol é para eles, é para todos nós, é a vitória dos sonhadores sobre as dificuldades. A Copa da Floresta é a maior competição da FAF, com chancela da CBF, apoio incondicional do Governo do Estado e vem para mudar nossas vidas”, admitiu.

O presidente da Liga Desportiva de Presidente Figueiredo, Robson Eloi, não segurou a emoção e veio às lágrimas. Ele agradeceu a gestão da FAF “A floresta é a bola da vez” e admitiu que se todas as ligas municipais recebessem o apoio que ele está recebendo da prefeita, Patrícia Lopes, sem dúvidas, teriam mais atletas do interior atuando profissionalmente e, consequentemente, mudando mais vidas.

“A atual gestão da FAF está transformando o futebol amazonense. Outro dia falei para nossa prefeita, se todos fizessem iguais a ela, nós teríamos muitos meninos jogando no profissional. A luta de vocês, FAF e da prefeita, no sub-20, mostrou, mais uma vez, que o esporte muda vidas. Nosso lema é união e progresso, afinal juntos conseguimos progredir. A Copa da Floresta é justamente isso, estamos aqui para transformar vidas. Para nós, o maior troféu não é o título de campeão, é colocar jovens do nosso município atuando num time profissional”, afirmou.

A Copa da Floresta

Esta será a primeira edição da Copa da Floresta e vai reunir 36 seleções para representar seus municípios na competição. Serão mais de 1 mil atletas inscritos em sistema eletrônico de competições, inclusive, uma ação inédita. As partidas serão conduzidas por arbitragem profissional, delegados e analistas experientes.

Todas as seleções serão hospedadas em hotéis e a alimentação será fornecida por restaurantes custeados pela FAF, em cada sede. A escolha dos locais foi definida após criteriosa análise da delegação da própria Federação e, inclusive, o presidente, Rozenha.