Índio no Cupuaçu de Presidente Figueiredo é escalado para zaga da seleção da Copa do Mundo do Ministério do Turismo

Monumento amazonense forma a dupla de zaga com a estátua de Iracema a Guardiã, de Fortaleza (CE). Os dois se juntam ao Cristo Redentor e Padre Cícero, primeiros convocados do time da MTur

A estátua de um indígena Waimiri, saindo de dentro da casca do cupuaçu, ao lado de um tucunaré e de uma onça, espécies típicas da região do município de Presidente Figueiredo, cidade amazonense às margens da BR 174, que ilustra a Corredeira do Urubuí, um dos principais atrativos turísticos local, foi “convocada” nesta segunda-feira (7/11) pelo Ministério do Turismo (MTur), para compor o álbum de figurinha da pasta, que une esporte e turismo.

A ação é uma analogia ao time da seleção brasileira que vai jogar no mundial de 2022, no Catar. No total serão “convocados” 11 monumentos que fomentam o turismo de Norte a Sul e que são dignos do hexa, do hepta, e de todos os títulos possíveis de serem conquistados pela seleção brasileira de Futebol.

“Iracema guardiã, de Fortaleza (CE), soma a sua força ao incrível Índio no Cupuaçu. O atleta veio lá de Presidente Figueiredo e promete acrescentar as suas raízes do Norte à nossa zaga”, diz a campanha lançada nesta segunda-feira, pelo Ministério do Turismo, no Instagram, Facebook, Twitter e LinkedIn.

Por lá, os seguidores conhecerão um pouco mais sobre os atrativos e monumentos, sobre os destinos em que estão localizados e o porquê de serem escolhidos para a Copa, além do incentivo à visitação de toda a escalação. Todos os conteúdos poderão ser facilmente encontrados nos perfis por meio da hashtag #MTurNaCopa.

O monumento do Índio no Cupuaçu, representa um indígena da etnia Waimiri-Atroari, povo originário da região nordeste do Amazonas e sudeste de Roraima, que foi praticamente dizimado com a construção da BR 174 – rodovia que une os dois estados. Hoje os indígenas dessa etnia ocupam a Área Indígena Waimiri-Atroari, na altura do km 200 da BR.

Construído em concreto, na Corredeira do Urubuí, o monumento mede 11 metros de altura e pesa mais de 250 toneladas.

Todos os monumentos vão ter suas informações destacadas, como peso, altura, posicionamento no mapa do Brasil, além de um QR code que, quando escaneado, direciona o público para a localização exata no Google Maps.

“Nosso índio tá na Copa de 2022. É uma alegria ter concorrido com outros grandes monumentos que representam nossa diversidade brasileira. A terra das cachoeiras, do cupuaçu e do índio no cupuaçu, tem inúmeras outras belezas e atrativos a serem desbravados pelo povo brasileiro e do mundo. Estamos de portas abertas e investindo para tornar nossa cidade atraente e confortável para receber nossos visitantes”, disse a prefeita Patrícia Lopes.

Fotos: Tamyres Cunha