Mantendo compromisso em dia, Patrícia Lopes, encaminha à Câmara, projetos de lei reajustando salários de servidores

Prefeita de Presidente Figueiredo encaminhou três PLs à Câmara Municipal reajustando em 10% o salário dos servidores do regime geral; 12% para os do Magistério e em 10% para os do Sisprev

Começou a tramitar na Câmara Municipal de Presidente Figueiredo três Projetos de Lei (PLs), de autoria da prefeita Patrícia Lopes (União Brasil), que reajustam os salários dos servidores municipais do regime geral em 10% (Projeto de Lei n 08 de 12/05/2023), dos profissionais do Magistério em 12% (Projeto de Lei n 09, de 12/05/2023) e, em 10%, dos servidores do Sistema de Previdência (Sisprev), Projeto de lei n 10 de 12/05/2023. Mais de 1,5 mil trabalhadores terão seus salários corrigidos. Os aumentos serão aplicados à partir do mês de maio/2023.

“Após reuniões com a nossa equipe técnica e os dirigentes dos sindicatos dos Servidores Públicos de Presidente Figueiredo (Sinsep) e dos Trabalhadores em Educação (Sinteam), que representam as categorias de servidores, chegamos a um percentual, que pode ser concedido no momento e isso representa o esforço da gestão, diante da atual conjuntura econômica do país”, explica a prefeita.

Patrícia Lopes destaca a importância da parceria que se estabeleceu entre o Executivo e o Legislativo municipais na gestão dela, o que tem viabilizado a implantação de projetos de interesse da população.

A prefeita também agradeceu aos dirigentes dos sindicatos de trabalhadores municipais, por se manterem aberto ao diálogo e dispostos a contribuir para o consenso, nas discussões e aprovação de propostas de interesse das categorias.

“Estamos melhorando as estruturas de trabalho e vamos promover um reajuste, que nos permite manter equilibrada a folha salarial e assegurar os direitos dos nossos servidores. Agradeço mais uma vez a parceria da Câmara de Vereadores e o apoio dos sindicatos”, destaca.

Além dos reajustes salariais, Patrícia Lopes também assinou na sexta-feira, 46 portarias de progressões, por titularidades, para servidores de diversas categorias profissionais, do quadro de efetivos da prefeitura.

“A nossa administração respeita muito essas categorias. Desde o início da nossa gestão, em 2021, temos efetuado o pagamento dos salários dos servidores, rigorosamente em dia, inclusive antecipando o pagamento, em algumas ocasiões. É desta forma que demonstramos nosso respeito e valorização com nossos servidores”, enfatiza.

Para o presidente do Sinsep, Márcio Bastos, embora não seja o ideal, o reajuste concedido pela prefeita Patrícia Lopes representa um avanço importante para os servidores.

“Não é o ideal, mas, foi o possível de ser concedido na atual conjuntura. E, temos que reconhecer também que, embora tenha sido abaixo do que esperávamos, já foi um avanço se consideramos o que ocorria com a gestão do prefeito anterior, que nos obrigou ir às ruas, fazer manifestação e paralisação para podermos conquistar algo e ser, inclusive, atendidos”, afirmou.

“Devemos reconhecer também que, se não tivéssemos herdado um déficit da gestão anterior, que não se importava com o servidor público e que, se cada prefeito tivesse feito o seu dever de casa, caberia apenas aos futuros prefeitos cumprir a lei e aplicar o que é de direito, porém, herdamos esse déficit que vai demorar um pouco para recuperarmos”, pondera o presidente do Sinsep.

Márcio Bastos aponta, ainda, como avanço para a categoria, as progressões por titularidade promovidas pela prefeita Patrícia Lopes.

Fotos: Dircom/PF – Divulgação