Patrícia Lopes assina ordem de serviço para construção do novo hospital geral de Presidente Figueiredo

Com 70 leitos, novo Hospital Geral Eraldo Neves Falcão será o mais moderno do interior do Amazonas, com maternidade, pediatria, centro de diagnóstico de imagem, clinica ortopédica, centro cirúrgico e UTI

A prefeita de Presidente Figueiredo, Patrícia Lopes iniciou a agenda de trabalho de 2024, assinando a Ordem de Serviço para construção do novo Hospital Geral Eraldo Neves Falcão. Com projeto assinado pelo arquiteto e urbanista Thomé de Medeiros Raposo, responsável por projetos de referência na área de saúde, como o Hospital e Pronto Socorro Delphina Aziz e Policlínica Gilberto Mestrinho, a unidade hospitalar será a mais moderna do interior do Amazonas e referência para os municípios da Região Metropolitana de Manaus. O projeto estrutural foi elaborado pela arquiteta Hellen Karina Ribeiro.

“Foi necessário passar por cima de dificuldades, redefinir metas e chegar ao objetivo desejado. Perseverar para a realização de um sonho meu e de todos que almejam uma saúde melhor para Presidente Figueiredo. Não é apenas um projeto bonito e moderno, mas, o mais importante, vamos construir uma estrutura capaz de oferecer o melhor em saúde para a população figueiredense e para os profissionais da saúde”, afirmou Patrícia Lopes.

Com maternidade, pediatria, centro de diagnóstico de imagem, clinica ortopédica, centro cirúrgico, Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulta e Neonatal, o novo hospital geral Eraldo Neves Falcão será construído ao lado da atual estrutura, às margens da BR 174, onde funcionava a Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (Semisp).

A prefeita Patrícia Lopes explicou que, devido a entraves burocráticos que retardariam o início das obras, abandonou a ideia inicial de construir a unidade por meio de Parceria-Público Privada (PPP) e decidiu construir o hospital com recursos próprios e com outras fontes de recursos, como, por exemplo, emendas parlamentares.

“Tivemos que mudar a rota e honrar com a nossa palavra que é a construção deste hospital”, destacou a prefeita.

Com estrutura ampla e moderna, o projeto da nova unidade hospitalar é resultado da contribuição dos profissionais que já atuam no hospital geral Eraldo Neves Falcão, que puderam apresentar à equipe que elaborou o projeto, quais as necessidades de cada setor para oferecer o melhor atendimento à população, dentro das demandas recebidas.

A secretária municipal de Saúde (Sems), Mariane Abreu, afirmou que a nova estrutura é uma recompensa à dedicação e espera dos profissionais de saúde, que trabalharam e que ainda hoje trabalham, ao longo dos 40 anos de existência do hospital geral Eraldo Neves Falcão.

“Quando tudo estiver pronto, os figueiredenses, de todas as comunidades rurais e da sede, não precisarão mais se deslocar até a capital para receber o atendimento médico de que precisam”, disse, chamando atenção, em especial, para a maternidade, primeira etapa do projeto que será executada, junto com a área administrativa.

O titular da Semisp, Kilmer Barros, confirmou que os trabalhos começam nesta quarta-feira (03/01) e destacou o trabalho de restruturação na rede pública de saúde realizado na gestão Pátria Lopes.

“Revitalizamos oito Unidades Básicas de Saúde (UBS) e construímos uma nova e, agora, estamos iniciando um dos mais importantes projetos da nossa gestão, que é a construção do novo hospital geral, para consolidar a transformação iniciada nessa gestão”, enfatizou.

Funcionários da Sems, entre eles boa parte dos coordenadores e profissionais que atuam no hospital Eraldo Neves Falcão participaram da solenidade de assinatura da Ordem de Serviço para construção da nova unidade, além de vereadores, secretários municipais e lideranças comunitárias.

Fotos: Paula Oliveira e Tamyres Cunha (Dircom-PF).