Presidente Figueiredo implanta Selo de Inspeção Municipal para produtos de origem animal

Município agora faz parte do seleto grupo de cidades amazonenses com essa ferramenta, que atesta a procedência e qualidade dos produtos, abrindo caminho para novos arranjos de negócios

A prefeitura de Presidente Figueiredo oficializou, nesta terça-feira, a implantação do Selo de Inspeção Municipal (SIM), que será emitido por equipe técnica da Secretaria Municipal de Abastecimento e Desenvolvimento Agrícola, Aquícola e. Pesqueiro (Semada), para certificar a qualidade e segurança dos produtos de origem animal, comercializados e produzidos localmente. Além de pecuaristas, também serão beneficiados apicultores, avicultores, criadores de caprinos e donos de laticínios.

“Hoje é um dia muito feliz, para todos nós, produtores de Presidente Figueiredo, porque vamos poder legalizar o nosso produto. Poderemos crescer; adquirir novos animais, aumentar a produção de leite, de queijo e outros derivados, porque sem o selo, mesmo que houvesse demanda para os nossos produtos, não tínhamos como expandir o negócio. Agora, o céu é o limite, não só para nós, pecuaristas, mas também, para o produtor de aves, mel e para todos aqueles que querem crescer, expandir seus negócios. Esse é um dia histórico, muitas portas se abrirão”, comemorou Adelson Coelho de Freitas, primeiro pecuarista a solicitar o SIM para o seu empreendimento, localizado no Km 57 da AM 240 (estrada de Balbina).

Adelson adiantou que está com toda a documentação em dia, e agora resta fazer as adequações na estrutura, conforme a lei, para que possa passar pela vistoria de concessão do SIM.

Para o superintendente federal substituto, de Agricultura e Pecuária do Amazonas, Vinicius Picanço Lopes, a implantação do SIM representa uma virada de chave importante para o município de Presidente Figueiredo e, um dos mais importantes legados que será deixado pela prefeita Patrícia Lopes.

“O espirito empreendedor de Patrícia Lopes e sua competência como gestora, vão permitir que os produtores locais possam acessar novos arranjos de negócios e impulsionar o desenvolvimento local, com melhores estratégias de comercialização e melhor posicionamento de mercado, para produtos com sanidade garantida”, afirmou.

De acordo com o superintendente, Presidente Figueiredo, agora, faz parte de um seleto grupo de municípios amazonenses que efetivaram a implantação do SIM. Em todo o estado, são apenas quatro e, na região amazônica, menos de 20% das cidades possuem a certificação de seus produtos de origem animal.

Marcos Quirino, que falou em nome dos pecuaristas de Presidente Figueiredo, definiu a implantação do selo, como um grande avanço para a economia do município, porque veio para complementar as necessidades de quem produz, especialmente os pequenos produtores que, até hoje não tinham como expandir a comercialização de seus produtos de origem animal.

Ela conta que, atualmente, produzir em Presidente Figueiredo e não ter como abater aqui, gera um custo muito elevado, mesmo para quem tem um pouco mais de estrutura, caminhão frigorifico, que leva seus animais para abater na capital.

“Estamos há aproximadamente 13 anos, que não temos abate em Presidente Figueiredo e, implantar o selo é um grande avanço, porque depois dele, virá a construção do novo abatedouro municipal”, comemorou.

A construção do novo abatedouro municipal, foi confirmada pela secretária municipal de Abastecimento e Desenvolvimento Agrícola, Aquícola e. Pesqueiro, Inês Sampaio. Segundo a titular da Semada, a prefeita Patrícia Lopes aguarda a conclusão do projeto técnico da obra.

Inês Sampaio, que comandou o projeto de implantação do SIM, executado em parceria com o Sebrae-AM, por meio do programa Cidade Empreendedora, e com apoio técnico do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) e do Sistema de Produção Rural do Amazonas (Sepror), que treinou a equipe de servidores que vai orientar os produtores, executar a fiscalização e fazer a certificação dos empreendimentos, garantiu que os benefícios vão chegar à ponta e os resultados aparecerão.

A solenidade, presidida pelo secretário de Governo Carlos Maciel, reuniu dezenas de autoridades do setor primário, produtores e beneficiadores de produtos de origem animal, locais e também de outros municípios da região metropolitana de Manaus. O vereador Ronaldo Macarrão, líder a prefeita na Câmara, representou o parlamento municipal no evento, que também contou com a presença de outros vereadores.

De acordo com o último levantamento feito pela Semada, em 2023, Presidente Figueiredo tem um plantel de 91.466 aves, 12.061 bovinos e bubalinos, 1.580 suínos, 897 ovinos (ovelhas) e 440 caprinos (cabras e bodes).

O Selo de Inspeção Municipal certifica que os produtos de origem animal passaram por inspeções sanitárias adequadas e que, por isso, atendem aos padrões de higiene e saúde pública. Isso é essencial para prevenir doenças transmitidas por alimentos e manter a confiança dos consumidores na procedência e qualidade dos produtos de origem animal.

O selo também agrega valor ao produto deles e, eles também poderão vender seus produtos para programas sociais, como a merenda escolar, que só compram alimentos inspecionados e para o comércio municipal, como padarias e supermercados de forma legalizada.

Fotos: Paula Oliveira – Dircom-PF